16/06/2017

NS INDICA SÉRIES: Santa Clarita Diet! – Joe!


   Hey, pessoas, beleza? Aqui quem fala é o Joe, e se você está procurando uma série curtinha para dar aquela maratonada nesse fim de semana, SUA BUSCA ACABOU! Trago-lhes uma das mais novas obras da Netflix, que mistura da comédia ao terror e  mais aquele “dedinho” do trash: Santa Clarita Diet! Uma série sobre zumbis, gore e… mais gore!



   Santa Clarita Diet é uma série de comédia trash da Netflix, dirigida por Victor Fresco, estrelando a eterna pantera Drew Barrymore (Sheila Hammond), Timothy David (Joel Hammon), Liv Hewson (Abby Hammond) e Skyler Gisondo (Eric). Foi lançada este ano, com uma única temporada (até agora!), contendo apenas 10 episódios, cada um com uma média de 28 minutos (bem curtinha, perfeita para dar uma maratonada rapidinha!).

NOTA NS: Não é uma série para quem tem intestino fraco ou não consegue ver sangue. Quando digo que é gore, é porque É MUITO GORE... Vocês foram avisados!

   O plot gira em torno de uma família americana normal de Santa Clarita, Califórnia, vivendo o American Dream of Life – morando numa casa maravilhosa, num bairro maravilhoso, com uma única filha e tendo um emprego estável como um belo casal de corretores, que recebe bem pelo que fazem.


   Um belo dia, enquanto o casal trabalhava mostrando a casa para os possíveis compradores, Sheila começa a passar mal e vomitar MUITO (é sério, MUITO, mas MUITO!) e sem aviso prévio, bem na frente dos clientes. Joel desdobra a situação e continua mostrando o resto da casa, desviando a atenção deles enquanto Sheila fica no banheiro, colocando pra fora o que ela ainda não colocou.

    Quando Joel volta para o banheiro, depois que os compradores vão embora, ele se depara com o banheiro completamente “destruído”. Vomitado até o teto, dentro da banheira, chuveiro, pia e tudo mais. E, no meio de toda essa cena, Joel vê que ela também vomitou uma pequena bola de carne, aparentemente um órgão não identificado. E quando ele finalmente vai socorrê-la, já é tarde demais. Ela está sentada ao lado da privada, morta… Mas não por muito tempo, porque, depois de alguns poucos segundos, ela retorna, como se nada tivesse acontecido, mais viva do que nunca.

   No decorrer dos episódios, ela percebe que não é mais a mesma pessoa. Está cada dia mais impulsiva, fazendo “o que o coração manda” e agindo por instinto… Cada dia mais e mais viva!
Quando tudo parecia finalmente estar se resolvendo e voltando ao normal, na nova forma dela ser, ela descobre que na verdade  não está viva coisa nenhuma; O coração dela desde o dia do incidente havia parado de bater e todo o sangue do corpo dela havia necrosado! E o pior: Essas atitudes impulsivas e instintivas eram na verdade “contrações” do que Sheila começara a se tornar... Uma zumbi.

O plot gira em torno da busca de Joel pela cura para a sua esposa Sheila, e se desenvolve numa linha bem mais comédia/pastelão do que num teor sério (por mais que pareça uma história meio pesada)!  O interessante é realmente essa forma com que tratam a conversão da “forma humana” para a “zumbizesca”, na qual Sheila passa a se alimentar de carne crua, procura vítimas para conseguir fazer “a feira do mês”, faz vitaminas e shakes com pedaços de corpos (humanos) e começa a gradativamente se tornar um ser irracional, sem mesmo ela notar.


- Por que vale a pena?

   A série traz várias referências e easter-eggs do universo nérdico na linguagem, em locações e na forma que desenvolve os personagens – especialmente o Eric, que faz o papel do nerd estereotipado, que de frase em frase, espalha referências à cultura pop que só são percebidas se prestarmos bastante atenção (sobretudo por nós, que somos nerds!).

 
   Além disso, é uma série FEITA PARA RIR. É bom frisar isto, porque existem inúmeras séries que vão apenas se intitular no gênero comédia por serem engraçadinhas e com piadinhas aqui e ali (ou com aquela risada de estúdio ao fundo como Friends ou The Big Bang Theory). Mas em Santa Clarita Diet você vai rir de ter que pausar a série! O humor ‘engraçaralho’/ Trash/ Gore compõe e preenche a cada momento, fazendo uma simples cena de transição ficar engraçada por uma piscadela de um personagem ou pelo gore repentino – especialmente o sangue. MUITO SANGUE!

- Considerações finais:

   Em suma, a série é uma breve diversão pra quem quer dar umas boas risadas mas não tem tempo de acompanhar uma série comprida, e é também uma ressignificação do “ser zumbi” na cultura pop. Mais uma vertente que se forma, desta vez, mais bem-humorada e com alguns elementos do misticismo! Uma série para todos aqueles que procuram uma diversão de fim de semana; rápida, descomplicada e viciante! É um novo guia definitivo de como (não) ser um zumbi! O NerdSpeaking Indica.


 
 

Espalhe a ideia, comente com os amigos! Compartilhe o que é bom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\O/ NERD FAZ TEXTÃO!! \O/